Nacional na Copa

A disputa da cobrança de tiros livres da marca do pênalti para definir quem é considerado vencedor do jogo foi introduzida na Copa de 82 na Espanha.

Valendo pelas semifinais, a Alemanha empatou com a França por 1 a 1 nos 90 minutos, quatro gols foram marcados na prorrogação, que terminou em 3 a 3. A França chegou a estar vencendo por 3 a 1 e cedeu o empate no final. Na cobrança dos tiros livres, a Alemanha levou a melhor e ganhou por 5 a 4. A Alemanha foi para a final da Copa e perdeu o titulo para a Itália por 3 a 1.

Em 86, foram 3 ocorrências: O Brasil empatou com a França por 1 a 1 e perdeu na disputa dos pênaltis por 4 a 3, sendo eliminado nas quartas de final.

No mesmo dia, a Alemanha depois de 0 a 0 nos 90 e na prorrogação, eliminou o México por 4 a 1, nos pênaltis, para as quartas de final. E, no dia seguinte, a Espanha foi eliminada pela Bélgica, também nas quartas de final. Depois do empate por 1 a 1 nos 90 e na prorrogação, a Bélgica venceu nos tiros livres por 5 a 4.

As disputas mais importantes foram em duas finais de Copa. A primeira em 94 quando, depois de 0 a 0 no jogo, o Brasil derrotou a Itália nos tiros livres por 3 a 2.

A segunda, em 2006, quando a Itália se redimiu e, depois de sair perdendo por 1 a 0, conseguiu o empate e levou o jogo para a disputa dos tiros livres. Venceu por 5 a 3 e foi campeã.

Hoje, segunda-feira, 8 de janeiro, faltam 157 dias para a abertura da Copa da Rússia 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *